A oferta memorial


A oferta memorial

A maioria das ofertas que damos são esquecidas — por nós e por Deus. Por quê? Porque são apenas frutos da rotina, do costume, e do nosso comportamento natural dentro da igreja. É o marido que põe o pão de cada dia na mesa da família; a mulher que faz o jantar ou cuida da roupa. Coisas importantes? Absolutamente. Extraordinárias? Não. É apenas cumprir com a obrigação.
É óbvio mas precisa ser dito: O que faz algo ser extraordinário é o ‘extra’. Se não há o extra, o que há é apenas o ordinário.
Vejamos o caso de Cornélio, por exemplo. Era um soldado romano, gentio, que vivia rodeado de corrupção e libertinagem. Ninguém havia pregado para ele. Porém, seguindo sua consciência, ele cria em um só Deus, e a Ele orava todos os dias. E como não freqüentava um templo para dar ofertas a Deus, por conta própria ajudava aos pobres.
A Bíblia diz que Deus lhe enviou um anjo que lhe disse, “As tuas orações e as tuas esmolas subiram para memória diante de Deus.” (Atos 10.4)
Não apenas as orações, mas as ofertas de Cornélio foram lembradas na presença de Deus. Ele fez o que ninguém ao seu redor fazia. Sem ninguém mandar.
Há ofertas que são esquecidas. E há ofertas que são lembradas.

de souservodedeus Publicado en Fuerte

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión /  Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión /  Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión /  Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión /  Cambiar )

Conectando a %s